10 Tradições e superstições de casamento: conheça todas

A carregar...
Noiva com brincos e um vestido de bordados florais abraça noivo ao pôr do sol

Descubra a riqueza cultural de uma dezena de tradições de casamento e explore os fascinantes costumes dos casamentos portugueses. Desde hábitos antigos que selam a união, aos que resistem ao teste do tempo, conheça a importância destas práticas de noivas e mergulhe nas origens do que torna cada casamento parte de um todo. Explore ainda curiosas superstições de casamento que envolvem o grande dia. 

Quem decidiu as posições do noivo e da noiva no altar? 

Quando nos deparamos com um casamento, muitas tradições de casamento e rituais parecem tão naturais que raramente questionamos as suas origens e significados. Uma delas é a disposição do noivo à esquerda e da noiva à direita no altar. Por trás deste arranjo simples está uma antiga tradição da Roma Antiga, onde se acreditava que os inimigos surgiam pela direita. Dessa forma, o noivo, posicionado à esquerda, garantia ter a mão direita livre para empunhar a sua espada, protegendo prontamente a noiva de possíveis ameaças. Hoje, esta organização simbólica continua a adicionar comprometimento e respeito à cerimónia matrimonial. 

A noiva deve entrar com o pai nas tradições de casamento português 

Um dos momentos mais emocionantes de qualquer casamento na igreja é a entrada da noiva ao lado do seu pai. Para além da beleza visual deste momento, há uma tradição ancestral que permeia esta caminhada até ao altar. Na Idade Média, esta não era apenas uma caminhada - era um simbolismo de transferência de proteção e cuidado. As noivas eram consideradas propriedades que passavam do pai para o noivo. Nos dias de hoje, esta tradição ganhou uma nova interpretação, focada na transição de uma fase para outra, enraizando a cerimónia numa respeitosa homenagem à história. 

O incónico lançamento do ramo da noiva

A prática de lançar o ramo da noiva é um daqueles momentos divertidos e cheios de tradição num casamento, mas poucos conhecem as suas origens intrigantes na Grécia Antiga. Naquela época, as noivas não carregavam apenas flores. Os seus bouquets eram compostos por ramos de ervas e alho. Esta escolha tinha um propósito para lá do estético: afastar energias menos positivas. O ato de lançar o ramo da noiva evoluiu como um gesto de partilha de boa sorte e proteção, mantendo viva esta tradição cheia de significado e diversão.


Noiva com vestido decote em V, brincos e cabelo solto segura um ramo

O uso de alianças como símbolo da união é uma tradição antiga de casamento

A troca de alianças é um dos momentos mais simbólicos numa cerimónia de casamento. O seu significado é universal, mas a sua história remonta ao Egito Antigo. Os egípcios viam o círculo como um símbolo de eternidade, e as alianças, feitas deste formato, representavam uma união duradoura. Os romanos adotaram esta prática, acrescentando o costume de usar a aliança no quarto dedo da mão esquerda, onde acreditavam que a "veia do amor" estava diretamente conectada ao coração. 

E os padrinhos e damas de honra?

Os padrinhos e damas de honra desempenham papéis fundamentais num casamento, oferecendo suporte emocional e prático. No entanto, a escolha e a participação destes amigos e familiares vão além do simbolismo contemporâneo. Na Roma Antiga, esta escolha não era apenas uma formalidade. Os padrinhos e damas de honra eram verdadeiros guardiões da tradição. Para confundir possíveis energias menos positivas, vestiam vestidos de damas de honor semelhantes ao da noiva, o que trazia uma camada extra de significado e proteção. 


Madrinha loira com vestido floral e madrinha morena com vestido liso riem

Deve chover arroz à saída da igreja, no final da cerimónia

Após o "sim" pronunciado e os votos trocados, muitos casais são saudados por uma chuva de arroz à saída da igreja. Esta prática, cheia de simbolismo, tem raízes na China antiga. O arroz era associado à fertilidade e prosperidade, e os desejos de uma vida cheia de abundância para os recém-casados eram representados por esta chuva de grãos. Uma tradição doce que, apesar das mudanças ao longo dos séculos, ainda é preservada pela sua beleza simbólica. 

O vestido de noiva branco: essencial na tradição das noivas

O vestido de noiva branco é um ícone inquestionável da moda nupcial, mas nem sempre foi assim. Antes de 1840, as noivas escolhiam uma variedade de vestidos de noiva coloridos para os seus casamentos. No entanto, a rainha Victoria do Reino Unido foi uma verdadeira pioneira ao optar por um vestido branco no seu casamento com o príncipe Albert. A sua escolha ousada influenciou gerações, transformando o branco num símbolo universal de pureza e elegância. 


Noiva e noivo em casamento dançam alegres ao pôr do sol

A primeira dança pertence aos noivos

A primeira dança como casal é um momento de romance e simbolismo. As suas origens remontam à aristocracia europeia do século XVII, quando os nobres organizavam bailes elegantes. A dança inaugural não era apenas um ato de celebração. Esta simbolizava a união do casal e abria as portas da festa para os demais convidados. Até hoje, a escolha da música para este momento especial reflete o estilo e a personalidade únicos de cada casal. 

As superstições de casamento que envolvem o momento do corte do bolo

O ato de cortar o bolo de casamento transcende o simples ato de servir uma sobremesa. A sua origem remonta à Roma Antiga, onde o bolo era despedaçado sobre a cabeça da noiva para garantir a fertilidade. Hoje, este gesto simboliza a união do casal e a promessa de compartilhar a vida juntos, adicionando um toque de doce simbolismo à celebração. 

Porque os noivos não se devem ver no dia do casamento?

A superstição de os noivos não se verem antes da cerimónia tem origens em tempos de casamentos frequentemente arranjados. A ideia era evitar que o noivo visse a noiva antes do momento especial, preservando o suspense e criando um momento único no grande dia. 

Celebrar a riqueza das tradições dos casamentos portugueses

Ao adotar tradições e superstições de casamento, percebemos que cada gesto é importante na rica história da celebração do amor. De raízes antigas a práticas modernas, estes hábitos continuam a trazer significado a cada casamento, criando experiências inesquecíveis para os noivos e seus convidados. O casamento, afinal, é uma celebração de detalhes que tornam o grande dia verdadeiramente único e especial. 

Partilhar este artigo

Anterior Seguinte
pronovias

Selecione o seu país

Ao selecionar o país em que se encontra, poderá ver eventos especiais, promoções exclusivas e informações locais.